De que forma os rituais podem ajudar os esportistas - Tudo&Etc

Blog Tudo&Etc

rituais do esporte

O ritual de um esportista é um conjunto de hábitos que se incorporam na preparação do atleta em situações pré-competitivas. Assim sendo, até que ponto é importante este ritual para a sua concentração e performance? A verdade, é que os rituais estão presentes desde o tempo dos nossos ancestrais em diversos países, religiões e culturas. São hábitos que acompanham a espécie humana ao longo da sua evolução.

Para muitos atletas, um ritual é apenas uma forma de se concentrar e/ou ganhar confiança mas para quem observa pode ser considerado como algo esquisito, não entendendo que cada pessoa é única e precisa de coisas diferentes, tão simples como o fato de alguns preferirem música alta enquanto outros anseiam pelo silêncio.

rituais

Existem diversos casos peculiares em todos os esportes como é o caso de Michael Jordan que usava sempre os calções do seu time da universidade por de baixo dos calções de jogo ou mesmo Romário que se benzia após cada lance em que se envolvia ou até Tiger Woods que usava sempre camisola vermelha em partidas de Domingo. Os casos são inúmeros e a imagem de vermos futebolistas que quando entram em campo se benzem, entram com o pé direito em campo ou tocam o relvado ou que beijam a bola antes de cobrar um livre são imensos e muitas vezes aparentam ser demasiado estranhos em alguns casos.

A psicologia explica que isto são apenas técnicas ou truques que os jogadores ou atletas usam para ganhar confiança e ficarem mais focados para desempenhar a sua função e que resulta mesmo sendo apenas psicológico. Visto que é algo que faz o jogador acreditar que está melhor ou que as coisas irão correr bem e acaba por lhe dar mais confiança e influenciar positivamente o seu desempenho.

rituais

Como isto é algo psicológico não apenas os atletas ou praticantes de esportes físicos têm estes rituais ou superstições. Jogos como o xadrez ou um dos jogos que mais cresce como o pôquer tem muitos participantes com rituais bem estranhos a fim de lhes darem alguma confiança ou até vantagem psicológica sobre o adversário. E é também uma maneira de lidar com a pressão do jogo ou dinheiro envolvido, dependendo das pessoas.

Cada atleta deve ser livre de fazer aquilo que o faz sentir-se bem e que o ajuda a estar concentrado, equilibrado emocionalmente e a controlar a ansiedade. É fundamental também que este ritual não limite o potencial do esportista nem se torne uma armadilha supersticiosa mas a verdade é que resulta e, em muitos casos, são até atrativos para o jogo ou esporte.

Deixe seu comentário!

Os comentários são de inteira responsabilidade do autor e em nenhum momento expressam a opinião dos donos do blog ou autor deste post.

Veja outros posts interessantes aqui!